Publicado em: terça-feira, 17/04/2012

Hillary Clinton destaca importância do Brasil no Conselho de Segurança

Hillary Clinton, que ocupa a posição de secretária de estado norte-americana, declarou ontem, segunda-feira (16), em Brasília, não existir a possibilidade imaginar um Conselho de Segurança da ONU, as Organizações das Nações Unidas, em que o Brasil não estivesse incluído, no futuro.

O governo brasileiro está buscando conquistar uma vaga permanente dentro do Conselho, que se encarrega pela mediação de conflitos mundiais. Hillary está cumprindo uma visita de dois dias no país e participou na tarde de ontem da 3ª Reunião de Diálogo de Parceria Global Brasil-Estados Unidos, em companhia de Antonio Patriota, o ministro das Relações Exteriores.

Apoio ao Brasil

De acordo com a secretária de estado, o país norte-americano apóia a reforma dentro dos membros do conselho e ainda afirmou que a viabilidade do órgão depende da atualização dos membros. Sua declaração oficial afirmava não ser possível visualizar um conselho no futuro sem a inclusão de um país com o porte de progresso e democracia como o Brasil.

Hillary ainda afirmou que os Estados Unidos têm uma admiração pelo papel de liderança cada vez maior que o Brasil vem desempenhando. Além disso, ela ainda realizou críticas a outros integrantes do Conselho da ONU, que, de acordo com ela, não estão assumindo o compromisso com a reforma real do órgão. Apesar disso, Hillary não deixou claro que países seriam esses.

O grupo que esteve presente na 3ª Reunião de Diálogo de Parceria Global Brasil-Estados Unidos realizada encontros todos os anos para que seja dado direcionamento político à parceria entre os países nos setores de direitos humanos, inclusão social, ciência e tecnologia e educação. Outro tema debatido foi a Rio+20.