Publicado em: quinta-feira, 17/01/2013

Híbrido Toyota Prius tem consumo de moto e chega ao Brasil por R$ 120,8 mil

Híbrido Prius tem consumo de moto e chega ao Brasil por R$ 120,8 milApresentado de maneira oficial durante o Salão de São Paulo, o Toyota Prius começou a ser comercializado nas 139 revendas da montadora no Brasil. A novidade é valor oficial do hatch híbrido que ficou em R$ 120,8 mil.

O grande diferencial do Prius é o fato de ter dois motores, um a combustão comum e outro que é elétrico, com o objetivo de poupar combustível e poder aumentar o desempenho nas acelerações bruscas e dar maior impuslo para o veículo quando está funcionando apenas no motor elétrico. A potência dos dois motores chega a 138 cv.

O modelo começa sem ter definição do governo para políticas de incentivo de carros “verdes”. Na cidade de São Paulo, algumas unidades deste veículo estão rodando como táxi na forma experimental.

O diretor de relações governamentais da Toyota Ricardo Bastos diz que há uma proposta do governo que pode prever uma cota de importação para veículos elétricos e híbridos sem ter Imposto de Importação de 35% cobrado. Iria existir uma revisão em tributos como o do IPI, o que poderia reduzir custos. Apenas quando o segmento contar com volume em quantidade vai ser possível procurar desenvolver uma versão flex e realizar produção no país.

No ano de 2011 houve emplacamentos de 200 automóveis híbridos, entre o Ford Fusion Hybrid e o Mercedes S400.

Prius deverá ter vida complicada

Mesmo sendo o híbrido que obteve maior sucesso em vendas no planeta, o hatch não deverá ter vida fácil no Brasil, principalmente pelo preço do veículo ser parecido com o de utilitários como o RAV4 (170 cv), que a Toyota também importa do Japão.

O Prius é o carro mais econômico a ser venvido no Brasil, tendo consumo médio dentro da cidade de 20,7 km/l a gasolina, que é semelhante com motocicletas.

O veículo ainda conta com outras maneira de fazer o acúmulo de energia. Entre elas há o dos freios que recuperam a energia cinética utilizada nas freadas e transforma em energia elétrica que pode ser utilizada como combustível, semelhante ao sistema Kinetic Energy Recovering System (Kers) utilizado na fórmula 1.

A Toyota espera vender 50 Prius a cada mês.