Publicado em: segunda-feira, 15/04/2013

Henrique Capriles cita lista de fraudes e pede recontagem de votos na eleição venezuelana

Henrique Capriles cita lista de fraudes e pede recontagem de votos na eleição venezuelanaO candidato Henrique Capriles da oposição para a Presidência da Venezuela, afirmo no final da noite deste domingo (14) que ainda não reconhecia a vitória do presidente interino Nicolás Maduro, que é herdeiro político do ex-presidente Hugo Chávez que morreu no mês de março. Mesmo com a defesa de Maduro, alguns chavistas chegaram a pedir a revisão de cédulas de votação.

A vitória chegou a ser anunciada no final fim da noite de domingo na Venezuela e começo da madrugada de segunda (15) no horário de Brasília. Conforme apontou a Comissão Nacional Eleitoral, Maduro contou com 50,66%, e Capriles teve 49,07%. A diferença que chegou a pouco mais de 200 mil votos, fez com que os opositores pedissem uma recontagem dos votos.

Capriles usou o seu discurso para exigir a recontagem ao CNE afirmou Maduro foi o derrotado e apontou como prova disso uma lista com mais de 3.200 irregularidades que a oposição detectou no pleito. O candidato da oposição diz que não irá reconhecer o resultado até que ocorra a recontagem de todos os votos do povo venezuelano.

Ele disse também negar que havia feito um pacto junto ao presidente interino depois do fechamento das urnas, de que iria reconhecer o resultado, pois diz que não pactuar com mentira e corrupção, e diz que pacto que tem é com Deus e os venezuelanos. Capriles diz ser um lutador, assim como o povo do país é.

O candidato da oposição ainda afirmou que o líder chavista significa um sistema que está derrubando a si mesmo, e um castelo de areia que quando é tocado, cai ao chão. Capriles afirmou que busca que na Venezuela ocorram as mudanças que os venezuelanos realmente desejam que aconteçam.