Publicado em: segunda-feira, 31/10/2011

Haddad diz que fazer outro Enem é “estapafúrdia”

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou nesta sábado (29) que cancelar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é impossível. A Procuradoria do Ceará recomendou que o Ministério da Educação anulasse a prova uma vez que os alunos de um colégio particular de Fortaleza tiveram acesso a algumas questões antes do exame ser realizado.

O ministro ainda afirmou que existem só duas possiblidades, ou anular somente as 14 questões que vazaram para os estudantes do colégio Christus ou ainda reaplicar o Enem somente aos alunos participantes inscritos pela escola. O Ministério já indicou preferencia por reaplicar uma vez que o problema ficou restrito “a um grupo pequeno”.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) tem até a manha desta segunda-feira (31) para se pronunciar sobre o pedido do Ministério Público Federal, que pede que o exame seja suspendido em todo território brasileiro ou que as questões antecipadas sejam anuladas.

As questões que foram vazadas fizeram parte do pré-teste que o MEC aplicou em duas salas do Colégio Christus em outubro do ano passado. O problema começou quando estudantes postaram nas redes sociais fotos de uma apostila que continua questões que fizeram parte do Enem 2011.