Publicado em: sexta-feira, 01/07/2011

Hacker acusado de invadir e-mail de Dilma

De acordo com uma matéria publicada ontem pelo jornal “Folha de S. Paulo”, o e-mail pessoal da presidente Dilma Rousseff teria sido invadido por um hacker de 21 anos no período das campanhas para a eleição presidencial do ano passado. O objetivo do invasor identificado como Douglas seria vender o total de 600 e-mails aos partidos PSDB e DEM, que eram a coligação de oposição à atual chapa eleita.

Por conta da recente onda de ataques pela qual os sites do governo passaram, o hacker já informou que não tem nada a ver com o grupo que organizou as invasões ao endereços virtuais do governo. Ainda, os partidos da oposição não aceitaram fazer a compra do material obtido pelo jovem internauta.

De qualquer maneira, o conteúdo desses e-mails que teriam sido violados pelo hacker seria sobre resultados de exames de saúde pelos quais a presidente passou, agenda de contatos com números de assessores e membros da família, mensagens de boa sorte para a campanha, e instruções para como deveria ser conduzida a campanha no segundo turno das eleições. Para conseguir chegar ao endereço pessoal da presidente, o rapaz atuou em duas fases.

A primeira consistiu em invadir o site do próprio Partido dos Trabalhadores (PT) para conseguir ter o acesso a todos os endereços particulares do filiados. Junto aos endereços, ele conseguiu copiar outros dados. Em seguida, com o auxílio de um programa que foi instalado no computador de Dilma para copiar tudo o que ela inserisse, o hacker teve acesso à senha que garante a entrada na caixa postal.