Publicado em: segunda-feira, 03/12/2012

GVT pretende começar a funcionar na cidade de São Paulo no início de 2013

GVT pretende começar a funcionar na cidade de São Paulo no início de 2013A provável venda que a empresa GVT poderá ter em breve não deve comprometer a chegada da operadora dentro da cidade de São Paulo. Os primeiros testes da GVT na maior cidade do país já estão acontecendo e a prefeitura já está avaliando os pedidos que a empresa fez para a instalação das infraestruturas.

O presidente da empresa Amos Genish, não quis fazer comentários sobre a venda da empresa, dizendo que isso são apenas rumores do mercado. Já sobre a chegada da GVT na maior cidade brasileira ele disse que os investimentos que a empresa anunciou estão ocorrendo e espera que os serviços na capital paulista comecem a ocorrer já durante o primeiro trimestre do ano que vem.

Conforme Genish, o plano para investimentos em São Paulo é de aproximadamente R$ 400 milhões, que serão destinados para construção de uma rede de fibras ópticas que conectaria aproximadamente 210 armários (nomes que são dados para as centrais). Os armários iriam estar espalhados por diversos bairros da cidade, como Bela Vista, Jardins, Vila Mariana, Moema, Higienópolis, Pinheiros, Vila Madalena e Tatuapé.

Ao dispor dessa infraestrutura, vai ser possível que até 1 milhão de assinantes possam ser atendidos, porém durante a fase inicial, a GVT acredita que disponibilizará o atendimento para cerca de 300 mil clientes em planos de telefonia fixa, internet e TV. O presidente afirma que a empresa vai ser uma alternativa frente a Telefônica.

O carro-chefe da empresa vai ser o pacote de conexão à internet com velocidade de 15 Mbps real por um valor inferior a R$ 100, estando incluída TV neste plano. A ideia da empresa é disponibilizar logo na estreia, o plano com velocidade de 150 Mbps de velocidade.