Publicado em: quinta-feira, 15/05/2014

Grupos bloqueiam vias durante manifestações na Grande São Paulo

Grupos bloqueiam vias durante manifestações na Grande São PauloManifestantes de grupos sem-terra e sem-teto realizaram na manhã de hoje, dia 15 de maio, quinta feira, diversas manifestações em pontos estratégicos da grande São Paulo. Os manifestantes realizaram a ação em protesto pedindo por moradia e ainda contrários aos investimentos realizados para o mundial de futebol que o Brasil vai sediar, a Copa do Mundo 2014. O primeiro protesto dos manifestantes teve início perto das sete da manhã, quando a pista da rodovia Anhanguera no sentido capital, que realiza a ligação entre a capital paulista e os municípios do interior, foi bloqueada pelos manifestantes. A ação aconteceu nas imediações no quilômetro 19, na cidade de Osasco. Conforme relatou a Polícia Militar, a via foi interditada por cerca de cem manifestantes, que montou barricadas com o uso de entulhos e pneus. Somente perto das 8 horas a via foi liberada novamente.

A mesma rodovia foi alvo de protestos, no viaduto Domingos de Morais, próximo ao quilômetro 10. A alça que dá acesso à pista da Anhanguera no sentido interior foi interditada pelos manifestantes. Ainda nesta região, aproximadamente cem funcionários da empresa Alstom estiveram protestando na ponte da Anhanguera, a Atílio Fontana. Cerca de cinco mil pessoas do acampamento Copa do Povo, a cerca de quatro quilômetros do estádio de Itaquera, realizaram uma passeata, saindo do terreno onde estão ocupados até o estádio. Durante o percurso, eles interditaram a Radial Leste e a Avenida Jacu-Pêssego. O grupo ainda colocou fogo em diversos pneus em frente à arena que deve sediar o jogo de abertura da Copa 2014.

Além disso, na Praça Lorenzetti, na Mooca, estiveram reunidos cerca de cem metalúrgicos, que saíram em passeata pelas ruas do local, protestando contra a atual política econômica do governo. Já na zona sul, uma manifestação reunindo cerca de 200 pessoas ocupou a Avenida Interlagos, no sentido bairro. Outro grupo se reuniu no terminal João Dias mais cedo e caminhou até a marginal Pinheiros, onde o trânsito ficou bloqueado no sentido Castello Branco.