Publicado em: terça-feira, 31/07/2012

Gripe A – Região Sul registra 153 mortes de pacientes com o vírus H1N1

Gripe A - Região Sul registra 153 mortes de pacientes com o vírus H1N1Segundo dados confirmados, ontem, dia 31 de julho, pela Secretaria de Saúde do Paraná somente no estado houve o acréscimo de mais oito mortes em decorrência do vírus Influenza H1N1. No Rio Grande do Sul também foi confirmada mais uma morte, segundo dados da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul. Com a atualização dos números, subiu para 153 a quantidade de óbitos causados pelo vírus causador da Gripe A na região Sul do país. Em Santa Catarina já foram contabilizadas 72 mortes, segundo do Rio Grande do Sul, com 48 e do Paraná com 33. Sobre os dados de pessoas com a doença, foram confirmados 986 casos no Paraná, 441 em Santa Catarina e 383 no Rio Grande do Sul. Esses dados são relativos aos sete primeiros meses do ano.

Dados do Ministério mostram que pico da doença já passou

Os últimos relatórios do Ministério da Saúde, no entanto, indicaram que o pivô da doença foi em junho e que o número de casos e de óbitos registrados caiu nas últimas semanas. O período mais crítico ocorreu na 25ª semana do ano, que foi registrada entre os das 17 e 23 de junho. Somente no Paraná que os dados destoam dos gerais, já que na 28ª semana, período situado entre os dias 3 e 14 de julho, ocorreram sete mortes. Essa é a mesma quantidade registrada na 25ª semana, em junho.

Os dados de todo o país mostram que a região Sul apresenta o maior percentual de casos em função do clima frio e úmido que contribui com a proliferação do vírus. Em do o país já foram registradas 210 mortes, sendo que esse número equivale a 10,2% do total de 2009, quando se vivia uma pandemia da doença. Naquele ano foram 2060 mortes registradas.