Publicado em: quinta-feira, 26/07/2012

Gripe A – Número de casos e mortes de H1N1 dobram em São Paulo

De acordo com a Secretaria de Saúde de São Paulo, os números de mortes causadas pela gripe A H1N1 e o registro de casos graves da doença em todo o estado dobraram quando levado em consideração os casos ocorridos entre os dias 25 de junho e 13 de julho. Em um levantamento que havia sido divulgado no dia 25 de junho, a Secretaria disse que 14 pessoas tinham morrido em decorrência da doença em todo o estado e que outras 66 tinham sido internadas com a gripe A neste ano.

No entanto, uma nova parcial divulgada pelo órgão na quarta-feira, 25 de julho, diz que 29 pessoas morreram e 146 foram internadas com a doenças entre os dias 1° de janeiro e 13 de julho em todo o estado de São Paulo.

Isso quer dizer que em um período de apenas 18 dias, o estado registrou pelo menos 15 mortes e outros 80 novos casos da doença. Além disso, esses dados divulgados pela Secretaria de Saúde mostram que o estado já superou o número de mortos pela H1N1 em todo o país no ano passado. Em 2011, em todo o país foram 27 mortes em decorrência da gripe suína. Em 2011 em São Paulo foram registrados cinco mortes pela doença, além de 26 casos graves.

O estudo da Secretaria de Saúde ainda não leva em consideração casos da doença e mortes que foram registradas no interior do estado depois do dia 13 de julho. Em um dos casos, o bebê recém-nascido foi infectado pela mãe e no outro uma mulher de São José do Rio Preto, que estava passando por um tratamento de câncer, contraiu a doença e não resistiu. A região de São José do Rio Preto é, inclusive, uma das que mais está sofrendo com os casos de H1N1 em todo o estado de São Paulo. A região já registrou 77 pessoas com a gripe e 11 mortes em decorrência da doença. Somente em Rio Preto, três pessoas já morreram por conta da H1N1.