Publicado em: quarta-feira, 22/08/2012

Greve em Maceió: motoristas e cobradores querem circular com a catraca liberada

Greve em Maceió: motoristas e cobradores querem circular com a catraca liberadaOs motoristas e cobradores de ônibus do transporte público de Maceió entraram no seu terceiro dia de greve e por conta disso não há ônibus circulado pela cidade. Os rodoviários e as empresas que fazem o transporte urbano coletivo na capital de Alagoas ainda não chegaram a um acordo e por conta disso continuam parados. A esperança é de que uma solução para o caso seja encontrada nesta quarta-feira, 22 de agosto, quando aconteceria uma reunião entre empresas e funcionários na sede do Tribunal Regional do Trabalho.

No encontro, que terá a mediação de Severino Rodrigues, que é o desembargador presidente do TRT, os rodoviários e os empresários irão tratar do reajuste salarial solicitado pelos funcionários, além de outras reivindicações que estão sendo feitas por eles.

Écio Ângelo, que é presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sittro), disse em entrevista que não acredita que rodoviários e empresários chegarão a um acordo nesta quarta-feira. Segundo ele, os empresários não vão querer ceder aos pedidos de reajuste salarial. Ele lembrou que se os pedidos dos funcionários não for aceito, a greve irá continuar em Maceió.

As empresas dizem que não podem dar um reajuste salarial para os seus funcionários caso a tarifa, que atualmente custa R$ 2,10, seja mantida. Na tarde de ontem, terça-feira, 21 de agosto, as empresas deram esta explicação por meio da assessoria de comunicação da Associação dos Transportadores de Passageiros do Estado de Alagoas, também conhecida como Transpal.

Na terça-feira, os funcionários das empresas de ônibus até falaram que poderiam até voltar a circular pelas ruas de Maceió, mas caso fizessem isso, não cobrariam o valor das passagens dos usuários. No entanto, a ideia foi barrada pelos empresários.