Publicado em: quinta-feira, 06/10/2011

Greve dos Correios – maioria rejeita acordo e mantém paralisação

Ontem foram realizadas assembléias em todo o país para votarem o acordo proposto pela ECT, formalizada durante uma reunião de conciliação no TST (Tribunal Superior do Trabalho). A maioria decidiu não aceitar a proposta. Portanto, a greve iniciada e, 14 de setembro se mantém.

Entre os estados que recusaram estão: Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Su, Goiás, Paraná, Acre, Sergipe, Espírito Santo, Mato Grosso, Paraíba, Bahia, Amazonas e DF.Trinta e cinco sindicatos compõe a Federações Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (Fentect) e eram precisos 18 votos para aprovar o acordo.

Com a greve mantida, agora os funcionários aguardam até a próxima segunda-feira (10), quando será feito, novamente no TST, o sorteio do relator do processo do dissídio para o julgamento no tribunal.

Entre as reivindicações da categoria, que tem data-base para aumento em agosto, está o pedido de aumento salarial linear de R$ 200, reposição da inflação em 7,165 e piso salarial de R$ 1.635. A ECT ainda poderá descontar os dias de paralisação.