Publicado em: sexta-feira, 14/10/2011

Greve dos bancários: negociações continuam nesta sexta-feira

A greve dos bancários continua nesta sexta-feira (14) no seu 18º dia depois de a reunião da última quinta-feira (13) entre os grevistas e os bancos, representados pelo Comando Nacional dos Bancários e pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), respectivamente. A última reunião foi encerrada às 20h, pois até então não haviam conseguido entrar em um acordo. Foi marcado outro encontro para as 14h desta sexta-feira, negociação que pode pôr um fim à greve.

Em nota divulgada pelo presidente da entidade e coordenador do Comando Nacional, Carlos Cordeiro, foi afirmado que “a quebra do silêncio dos bancos e a retomada das negociações são passos importantes, mas os bancos perderam uma excelente oportunidade para resolver o impasse da greve. A proposta não avança porque representa somente 0,93% de aumento real, o que é insuficiente, além de não trazer valorização do piso nem melhoria na Participação nos Lucros e Resultados (PLR), não atendendo, assim, às expectativas dos bancários”.

A exigência dos bancários é que seja proposto um reajuste de 12,8%. Até o momento, os bancos oferecem 8%. A greve por tempo indeterminado foi anunciada depois da quinta rodada de negociações com a Fenaban, que aconteceu no dia 23 de setembro.

Na quinta-feira foi confirmado que 9.254 agências e centros administrativos, tanto de bancos públicos quanto privados, estavam fechados. Em comparação com o número total destes estabelecimentos, 20.073, a adesão representa 46,1%. Os bancários defendem que a proposta do sindicato patronal representa 0,56% de aumento real. Enquanto os bancários continuam em greve, as lotéricas tem sido a alternativa para fazer pagamentos.