Greve dos bancários: funcionários dos bancos continuam parados

Greve dos bancários: funcionários dos bancos continuam parados nesta segunda-feira Os bancários de todos os estados brasileiros estão em greve desde o último dia 18 de setembro e a paralisação ainda parece estar longe de acabar. Nesta segunda-feira, 24 de setembro, os funcionários das agências bancárias de todo o país continuam sem fazer atendimento ao público e dizem que nesta semana ainda mais unidades deverão aderir ao movimento nesta semana.

Tanto os bancos privados, quanto os bancos públicos estão em greve e a cada dia mais agências aderem a greve. Na última sexta-feira, por exemplo, já havia mais de nove mil agências bancárias fechadas em todo o Brasil e a previsão é de que este número só aumente a cada dia. A greve dos bancários está atingindo as agências de 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal.
A Contraf, que é a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, ainda não divulgou informações sobre quantas agências bancárias estão sem funcionar em todo o país por conta da greve nesta segunda-feira. Ainda não há nenhum sinal de que funcionários e bancos entrem em um acordo.

Greve dos Correios

Os Correrios também estão em greve em diversos estados brasileiros. A categoria começou a paralisação no último dia 20 e está tentando um novo acordo. Amanhã, terça-feira, 25 de setembro, haverá um encontro da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares, a Fentec, e os Correios e que está sendo promovido pelo Tribunal Superior do Trabalho, o TST. Atualmente, as agências dos Correios estão em greve em 21 estados brasileiros, além do Distrito Federal.

A Fentec deve fazer ainda nesta segunda-feira uma contraproposta pedindo um reajuste salarial de 5,2%, aumento linear de 80 reais, além de um reajuste no valor do Vale Alimentação, manutenção do plano de saúde, das cláusulas sociais e o abono dos dias em que os trabalhadores ficaram parados.

+ Brasil

Buscar

Curtir