Publicado em: quinta-feira, 27/09/2012

Greve dos Bancários – Após nova proposta comando deseja o fim da paralisação

Greve dos Bancários - Após nova proposta comando deseja o fim da paralisaçãoNesta terça-feira, dia 25, o comando de breve dos bancários enviou comunicado onde pede que os sindicatos aceitem a proposta enviada pelos bancos, com novo reajuste salarial. A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro – Contraf-Cut afirma que cada sindicato deve realizar assembleias durante os próximos dias a fim de que a nova oferta seja avaliada.

O presidente da Contraf-CUT, Carlos Cordeiro explicou que esta tem sido a orientação dada para os sindicatos e contou que a maioria deles vai se reunir já nesta quarta-feira, 26. Mas alguns só vão poder promover a assembleia na quinta-feira, dia 27. Ele classificou o resultado da negociação com os bancos bastante satisfatória.

A nova proposta enviada pela Fenaban – Federação Nacional dos Bancos aumenta para 7,5% o reajuste dos bancários, fazendo com que eles recebem um aumento real de 2%. Ainda, está previsto um aumento de 8,5% no piso salarial da categoria, bem como nos auxílios alimentação e refeição. Para completar a proposta afirma que será aumentada para 10% a parcela fixa do PLR – Participação nos Lucros e Resultados.

Na proposta que os bancos enviaram anteriormente o reajuste nos salários era de 6%, mas os bancários pediam aumento de 10,25% com aumento real de 5%. Além disso, desejavam receber uma participação nos lucros correspondente a três salários fixos no valor de R$ 4.961,25 fixos, fixação do piso em R$ 2.416,38. Aumento de benefícios para R$ 622, fim de rotatividade de funcionários, melhores condições de segurança e saúde no ambiente de trabalho e criação do 13º auxílio-refeição.

A Fenabam se manifestou sobre o processo de negociação e confirmou que realmente fez oferta de aumento de 7,5% nos salários dos bancários, com percentuais maiores para o piso e vale-refeição e transporte.