Publicado em: quinta-feira, 09/02/2012

Greve da PM: governo se preocupa com possíveis greves em outros estados

Em meio à greve dos policiais militares na Bahia, o governo teme que oficiais de outros estados também entrem na paralisação. Mesmo com a preocupação, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, informou nesta quarta-feira (8), que o governo está “preparado” para possíveis paralisações dos PMs em outros estados do país.

Durante a noite, o ministro teve uma reunião com o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e com o secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame. O encontro aconteceu no Palácio Laranjeiras, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O ministro afirmou que alguns líderes desejam mais a paralisação do que um acordo com o governo.

Cardozo disse que o governo federal está preparado para, se precisar, agir com suas tropas juntamente com a “coordenação integrada com o governo dos estados”. O ministro também falou que não irá ter negociação de anistia com aqueles policiais militares que cometerem atos de vandalismo, em qualquer estado do país. Ele afirmou que existem muitos policiais que cometem atos criminosos contra a população e que eles serão devidamente punidos.

Cardozo declarou que os policiais que cometem crimes devem ser punidos como qualquer outro cidadão brasileiro. De acordo com o ministro, a presidente Dilma Rousseff concedeu uma ordem para que a segurança da população baiana seja assegurada. Segundo ele, o governo federal não vai permitir que a população sofra ou seja ameaçada com atos criminosos usados para atingir o governo.