Publicado em: quarta-feira, 20/07/2011

Gregor Mendel: Pai da Genética completaria 189 anos hoje

Em homenagem ao 189º aniversário do botânico e meteorologista austríaco Gregor Mendel, nessa quarta-feira (20) o site de buscas Google publicou um Doodle (arte gráfica que substitui a logomarca tradicional). A principal descoberta atribuída ao cientista é a própria genética, sendo que hoje ele é conhecido como o “Pai da Genética”. Suas publicações contam com dois clássicos: “Ensaios com plantas híbridas” e “Hierácias obtidas pela fecundação artificial”.

Os resultados obtidos pelas pesquisas de Mendel foram divididos em duas leis: a primeira é conhecida como a Lei da Segregação, que diz respeito à fase em que os gametas se formam, pois é quando ocorre a segregação dos fatores. Em seguida, a segunda é conhecida como a Lei de Segregação Independente, a qual explica as características de cada indivíduo formado. Essa é o resultado do estudo sobre os fatores dominantes de uma das características que prevalece sobre as outras, ao contrário do que se imaginava que aconteceria com a combinação dos genes dos reprodutores.

A partir desse momento, Mendel conseguiu elaborar sua teoria pensando nos genes dominantes e nos genes recessivos. Por ser botânico, as suas pesquisas foram feitas com ervilhas, sendo que ele escolheu tanto da cor verde quanto da amarela, o que permitiu chegar à conclusão sobre qual seria a dominante ou a recessiva.

Ao realizar cruzamentos entre as sementes, o cientista conseguiu perceber quais as características que se perpetuavam e quais as probabilidades de cada uma de se manter na genética do novo ser gerado pelo experimento. Por mais que seus estudos tenham sido realizados com plantas, os princípios são aplicados em todas as espécies com reprodução sexuada.