Publicado em: quinta-feira, 15/05/2014

“Grace” abre Festival de Cannes e traz polemicas em torno do filme

Grace abre Festival de Cannes e traz polemicas em torno do filmeNessa quarta-feira (14), aconteceu a abertura do 67º Festival de Cannes e como todos os anos, conta com a presença de grandes nomes de Hollywood, além das luxuosas festas feitas às margens do Mediterrâneo. Quem protagonizará a abertura do evento, será Nicole Kidman, com “Grace: A Princesa de Mônaco”. A escolha do filme francês Olivier Dahan, que também dirigiu a cinebiografia de Edith Piaf com Marion Cotillard, é emblemático e retrata um evento dedicado aos cinéfilos, mas sem esquecer o glamour e todas as polemicas em torno dele.

Mesmo com tantos pontos positivos, o filme também sofreu críticas, principalmente da parte dos filhos da princesa Grace Kelly, que morreu de forma trágica em 1982, eles afirmam que o filme traiu a história real da família, a filha mais nova Stéphanie, até chegou a pediu aos fotógrafos, que deixassem suas câmeras no chão quando a equipe de “Grace” passasse pelo tapete vermelho.

Insatisfação

E foi no festival de Cannes também que a própria atriz conheceu o príncipe Reinier, em 1955, nessa época o “Ladrão de Casaca”, de Alfred Hitchcock, foi exibido na Croisette, os dois se casaram um ano depois. O filme é um retrato de um momento da vida de Grace, que se passado entre dezembro de 1961 e novembro de 1962, quando ela se tornou uma figura importante nas negociações do príncipe Rainier juntamente com o presidente da França, Charles De Gaulle. O diretor conta que fez o filme de ficção que planejou. Os dois irmãos Weinstein, que são os produtores, demonstraram estar insatisfeitos com os resultados e até chegaram a apontar uma nova versão do filme – em uma forma menos obscura -, e que se desse certo, seria lançado nos Estados Unidos, mas dessa vez sem a participação dos diretores.