Publicado em: quarta-feira, 31/08/2011

Governo vai reduzir tributos para aumentar oferta de etanol

O governo deve adotar a redução das taxas tributárias cobradas para as unidas de cana-de-açúcar como uma forma de elevar a oferta do etanol no mercado brasileiro. Com a medida, o mercado deve ficar estimulado pela produção do combustível e acabar atraindo novos investidores de forma que o produto não chegue a faltar no Brasil.

O secretaria de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Manoel Bertone, informou que a taxa PIS/Cofins será reduzida para as produtoras. Em seus anuncio, também disse que o governo federal deve utilizar o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para realizar o financiamento das renovações das zonas produtoras da cana. Dessa forma, o financiamento aos produtores será com taxas de juro diminuídas.

“O Ministério da Fazenda está preparando essas medidas e devem ser anunciadas em breve. Envolvem medidas de cunho fiscal, como o PIS/Cofins. Financiamento para renovação e tratamento dos canaviais detidos pelas usinas. Serão recursos do BNDES e a taxa de juros será diferenciada”, disse.

A medida foi escolhida pela secretaria como uma forma de dar mais segurança ao setor. “O principal motivo dessa redução é a segurança energética. Essas são medidas que proporcionem aos investidores uma melhor atração. Para que o país possa se beneficiar desse produto”, informou Bertones.