Publicado em: terça-feira, 17/04/2012

Governo gaúcho lança ‘Prouni’ com investimento de R$ 43 milhões

Tarso Genro, governador do estado do Rio Grande dos Sul, apresentou ontem, segunda-feira (16), uma versão gaúcha do ProUni, o programa do governo federal que oferta bolsas de estudo de graduação para estudantes com renda baixa. É o ProUni RS.

A princípio, serão ofertadas 250 vagas para cursos da área tecnológica, como petróleo e gás, energia eólica e setor naval. A proposta para o futuro é também ofertar oportunidades de bacharelado, principalmente no campo da engenharia. Cada um dos bolsistas deverá custar aos cofres públicos do estado R$ 700 mensais. Até o ano de 2014, o investimento previsto é de R$43 milhões.

A abertura das inscrições deve acontecer em junho e os primeiros selecionados já iniciaram o estudo no segundo semestre do ano letivo, em agosto. A proposta é focar na formação de jovens e, ao mesmo tempo, conseguir suprir a demanda da mão de obra nas áreas de mercado que tem expandido. Esse é um dos motivos pelo quais os bolsistas deverão praticar atividades em empresas de sua área já no começo das aulas.

Seleção

Um dos critérios para conceder as bolsas é a obrigatoriedade de o aluno viver no Rio Grande do Sul e ter cursado o ensino médio em uma escola pública, ou sob a condição de bolsa integral em escola particular. Tarso afirmou ainda que estão sendo estudadas maneiras de mais pessoas terem acesso aos programas.

Ao longo da realização da solenidade, o decreto que institui o Conselho Gestor do programa também foi assinado. A Fapergs, Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul, ficou responsável pela elaboração do edital de seleção das universidades que integrarão o grupo que Irã oferecer as vagas.