Publicado em: quarta-feira, 18/07/2012

Governo estuda medidas para resolver problemas das operadoras de telefonia

Segundo informações de Cezar Alvarez, ministro interino das Comunicações, o governo está trabalhando para melhorar a qualidade dos serviços das operadoras. A declaração foi dada ontem, dia 17, depois de o Procon determinar o corte nas vendas de linhas telefônicas em Porto Alegre, depois de reclamações dos clientes. Entre as medidas que o governo está discutindo está o incentivo para que as empresas compartilhem a infraestrutura, as regras específicas para o período de Copa do Mundo e também, associado a tudo isso, a isenções de tributos para projetos para melhoria da infraestrutura. Segundo Alvarez, é preciso auxiliar as empresas, mas ao mesmo tempo tomar cuidado para que os clientes que adquirem seus planos não sejam prejudicados pelo mau serviço que vem sendo oferecido em algumas localidades. Ele disse ainda que a decisão tomada pelo Procon, em Porto Alegre, tem fundamento e reflete que os serviços não estão conseguindo atender a demanda que cresce continuamente. Alvarez disse que a Anatel já avisou que as empresas estão perdendo capacidade de atendimento e todos, como usuários, já perceberam esses problemas.

Idec espera que a decisão do Procon tenha reflexo nos investimentos das operadoras

Segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), espera-se que com a decisão tomada pelo Procon, as empresas melhorem seus investimentos na infraestrutura. Segundo Guilherme Varella, advogado da entidade, a medida servirá para que as empresas repensem o cenário. Ele disse ainda que a decisão do Procon reflete a má prestação de serviços e ela foi necessária porque é uma forma de penalização. Agora as empresas já estão pensando formas de melhorar o serviço prestado, disse ele. A Anatel orienta para que qualquer cliente com problemas dirija-se ao Procon. Os consumidores podem reclamar por diversos serviços, como por exemplo, pela cobrança indevida de serviços e interrupção de serviços.