Publicado em: quarta-feira, 14/09/2011

Governo do MT aprova novos leitos mas não prevê concurso para a Saúde

Apesar do Governo do Mato Grosso de ter anunciado nesta terça-feira (13) a implementação de novos 270 leitos para as unidade de transplante e tratamento neuropsiquiátrico, não está previsto novo concurso público para a contração de novos servidores para a saúde no estado. A justificativa é que o modelo que foi aprovado é o das Organizações Sociais da Saúde, que faz a oferta de mão-de-obra sem a vaga pública.

“O Estado já decidiu que pelas parcerias com as organizações sociais não tem o que se falar em concurso público”, comentou o Secretário de Estado de Saúde do Mato Grosso, Pedro Henry, durante a cerimônia aonde foi firmada a construção do novo Hospital Universitário da Universidade Federal do Mato Grosso.

O secretaria ainda comentou como deve ser feita a distribuição dos novos leitos. Segundo ele, 70 leitos estão destinados a unidade de transplante especializada em rins, córnea e medula óssea, que deve ser instalado no prédio do Hospital das Clínicas, um hospital da rede privada.

“Os pacientes renais de Mato Grosso não tinham condições de ser atendidos no Estado, ou recebiam atendimento na rede privada ou tinham que se deslocar para outros estados, causando, além de desconforto para o paciente, ônus para o Estado”, afirmou Henry.

Já para o tratamento neuropsiquiátrico, 120 leitos serão instalado no velho Hospital Neuropsiquiátrico, que deve passar por reformas. Os demais serão distribuídos em novas unidades, sendo 70 deles utilizado para a ressocialização do usuário de álcool e drogas e 20 para desintoxicação. “Esta será a primeira unidade de tratamento de dependentes químicos no Estado, atendendo ao que preconiza a política do Ministério da Saúde de enfrentamento às drogas”, comentou o secretário.