Publicado em: quarta-feira, 08/05/2013

Governo de Bangladesh fecha 18 confecções depois de desabamento em prédio que deixou mais de 800 mortos

Governo de Bangladesh fecha 18 confecções depois de desabamento em prédio que deixou mais de 800 mortosO governo de Bangladesh fechou 18 confecções devido a questões de segurança após um prédio, em que haviam cinco fábricas de roupas, ter desabado durante o mês de abril e deixado mais de 800 mortos, apontou um ministro durante a quarta-feira (8).

Esta decisão ocorreu dias após Bangladesh concordar com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) em deixar a segurança como a questão mais alta para fazer considerações, entre os temores que empresas ocidentais busquem criar produtos em países que não sejam como Bangladesh, onde ocorrem acidentes como este em que o prédio contava com péssimas qualidades estruturais e após ser vista uma grande rachadura, os chefes mandaram que os funcionários voltassem ao trabalho e por fim o prédio ruiu e caiu.

O ministro do setor têxtil Abdul Latif Siddique de Bangladesh diz que foram fechadas dezesseis fábricas na cidade de Daca e duas outras em Chittagong. Ele ainda acrescentou que outras confecções vão ser fechadas como parte das novas medidas para garantir as condições de segurança que são mais rígidas.

Siddique apontou que irão assegurar os padrões da OIT com os termos de conformidade. Ele preside o painel recém-criado para fazer a inspeção das mais de 4.500 fábricas de roupas que se encontram no país, em um esforço para que outros desastres sejam evitados. Siddique diz que notaram que as fábricas que dizem ser as que contam com maior respeito para as regras em Bangladesh não chegam a obedecer as normas de construção de maneira total.

O número de mortos que foi confirmado até agora devido ao desabamento do Rana Plaza, no dia 24 de abril, foi apontado como sendo 803 durante esta quarta-feira (8), porém esta quantidade pode aumentar ainda mais, pois os trabalhos não chegaram a ser concluídos.