Publicado em: quarta-feira, 13/07/2011

Governo britânico pretende impedir Murdoch de comprar ações da BskyB

Decisão tomada pelo governo britânico informa que o australiano Rupert Murdoch será pressionado para que desista da compra que garantirá 100% das ações da operadora de TV a cabo BskyB. Com as denúncias contra um dos jornais da sua empresa, News Corporation, teria usado meios ilegais de escuta telefônica para ter acesso a informações confidenciais, o governo britânico decidiu que fará oposição à liberação da venda integral ao magnata.

Ao contrário do que acontece no Brasil, o governo britânico é constituído por uma união entre os Partidos Conservador e Liberal Democrata. Assim, com todas as vertentes do governo em concordância quanto a qual deve ser a decisão com relação ao desejo de Murdoch adquirir a BskyB para sua empresa, a probabilidade é que o negócio não vá para frente. O parlamento irá votar nesta quarta-feira para definir os rumos da proposta, pois acredita que este é um assunto de interesse público.

Os problemas de Murdoch com o governo inglês começou com as investigações para definir se repórteres do jornal News Of The World teriam grampeado telefones para obter informações. O caso cresceu quando foi descoberto que vítimas de um atentado terrorista na Inglaterra e a jovem Milly Dowler, que foi vítima de estupro e assassinada, também tiveram seus telefones grampeados.

No primeiro momento, o ex-editor do jornal, Andy Coulson, que trabalhou na redação entre 2003 e 2007, foi detido pela polícia, mas pode responder em liberdade após pagar fiança. Coulson declarou que não tinha conhecimento das escutas ilegais, mas que assumiria a responsabilidade pelas atividades que aconteceram durante o seu serviço no jornal.