Publicado em: sexta-feira, 12/02/2010

Governador do Distrito Federal segue preso na PF

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, segue preso na Polícia Federal, em Brasília. Arruda teve sua prisão decretada no fim da tarde de quinta-feira (11) pelo Superior Tribunal de Justiça, que entendeu que o governador estaria atrapalhando as investigações de corrupção no estado.

Os advogados de Arruda entraram com um pedido de habeas corpus, mas, na sexta-feira (12), o Ministro Marco Aurélio Mello, do Superior Tribunal Federal (STF), negou o pedido, o que fez com que Arruda permanecesse detido até, pelo menos, o fim do carnaval.

Na quarta-feira (17), o pedido de libertação do governador terá uma análise definitiva, por uma sessão plenária do STF, com todos os seus integrantes.

Arruda é acusado de manter um esquema de corrupção no governo do Distrito Federal, conhecido como ‘Mensalão dos Democratas’, em alusão ao partido que Arruda pertencia. Os advogados do governador alegam que o pedido de habeas corpus não tem caráter político, e que Arruda iria se afastar do cargo, após libertado.