Publicado em: quarta-feira, 05/09/2012

Gordinhos ativos podem ser tão saudáveis quanto magros, diz pesquisa

Gordinhos ativos podem ser tão saudáveis quanto magros, diz pesquisaDuas pesquisas que foram divulgadas nesta quarta-feira, 5 de setembro, vem para questionar o fato das pessoas que tem gordura extra no corpo estarem apresentando riscos para a sua saúde. Elas dizem que em alguns casos específicos, os quilinhos a mais não apresentam perigos para os pacientes e podem até fazer bem.

De acordo com uma das pesquisas, que estudou 43 mil americanos por cerca de 14 anos, os obesos saudáveis tiveram um risco de morte 38% menor dos que não eram saudáveis, quando consideradas quaisquer causas de morte. Além disso, a diminuição nas ocorrências de morte por conta de problemas cardíacos ou por conta do câncer variou de 30% a 50%.

O estudo, que foi publicado no European Heart Journal, diz que o desempenho dos gordinhos ativos foi parecido com os magros saudáveis.

Na mesma edição da revista, foi publicado um segundo estudo que pesquisou 64 mil pessoas na Suécia por três anos. Os pacientes tinham problemas cardíacos, como angina e infarto, e passaram por exame de imagem para que o estado das suas artérias do coração fossem verificadas. A pesquisa mostrou que as pessoas muito magras e os obesos mórbidos tinham mais riscos de morrer do que aqueles pacientes que tinham sobrepeso ou obesidade moderada.

Esses estudos, de acordo com o médico cardiologista Eduardo Gomes Lima, servem para questionar o Índice de Massa Corpórea (IMC) como definidor na hora de se avaliar os pacientes, já que ele não seria suficiente para avaliar a obesidade.

Outro especialista, o médico Raul Santos, disse que os gordinhos que praticam exercícios físicos conseguem diminuir os impactos ruins da gordura no seu corpo. Segundo ele, é melhor ser obeso, mas se exercitar com frequência, do que ser um magro que é sedentário, ou seja, que não pratica nenhum tipo de atividade física no seu dia a dia.