Publicado em: sexta-feira, 24/02/2012

Google Street View permite que usuários visitem cavernas e minas japonesas

Nem sempre é possível visitar determinado lugar, seja pela falta de dinheiro ou pela impossibilidade de acesso a região. Com a internet e as tecnologias cada vez mais avançadas, as distâncias podem ficar mais curtas, e as pessoas do mundo todo poderão conhecer lugares que menos imaginam, mas virtualmente. O Google Street View permite que seus internautas possam visitar as áreas internas da caverna de Akiyoshi-do, o maior sistema de cavernas japonês, e também a mina Okubo-mabu.

O Brasil também terá suas belezas no Google Street View para que os usuários possam ver. Em agosto do ano passado, o Google começou a capturar imagens da nossa Floresta Amazônica. Através do apoio da ONG Fundação Amazonas Sustentável (FAZ), as imagens da floresta brasileira foram capturadas com o auxílio de triciclos e barcos. A intenção dessas imagens é mostrar um pouco da beleza e da cultura local para aqueles que não têm a oportunidade de conhecer.

Imagens 360º de parques, museus e outros estabelecimentos

As imagens em 360º da Floresta Amazônica não estão disponibilizadas no Google Street View, ao contrário das imagens japonesas, que foram as primeiras a serem divulgadas. Em outubro do ano passado, o Google começou um projeto em que os usuários poderão entrar em shoppings, lojas, academias, hotéis e outros lugares utilizando apenas o Google Street View. A princípio este recurso será utilizado somente para os estabelecimentos da Austrália, Estados Unidos, Nova Zelândia, Reino Unido, Japão e França.

A empresa está disponibilizando outros projetos para seus usuários. Tendo como base o projeto Google Art Project, em que os usuários poderiam visitar 17 museus de todo o mundo através do serviço, a empresa está disponibilizando as visitas a seis parques, também virtualmente. Os usuários poderão conhecer Casa de Campo, em Madrid, Kensington Gardens, em Londres, Liberty e High Line, em Nova York, Koganei, em Tóqui e Knuthenbog Safari, na Dinamarca.