Publicado em: sábado, 20/08/2011

Google Brasil tem R$ 225 mil bloqueados depois de processo judicial

O Juiz da 1ª Vara da Comarca de Várzea Alegre no Ceara decidiu pela derrota judicial da empresa Google Brasil nesta sexta-feira (19). O juiz bloqueou a quantia de R$ 225 mil devido ao processo que o prefeito de Várzea Alegre, José Helder Máximo de Carvalho, instaurou contra o Google no começo deste ano para que fossem desativados três blogs que incomodavam o prefeito. Como a empresa não tomou decisões favoráveis à Carvalho, a empresa teve seus bens bloqueados.

O prefeito acusou os blogs de o acusarem de desvios de verbas entre outros crimes, porém ninguém assumiu a autoria das acusações. E conforme está na Constituição o anonimato é proibido no Brasil. O prefeito de Várzea Alegre ainda culpa o Google de ocultar os nomes dos autores das criticas ao político.

O processo que corre desde o início do ano, primeiramente, em fevereiro foi determinado por lei que o Google fornecesse os dados dos responsáveis pelas denuncias, no entanto a empresa não cumpriu a decisão judicial alegando que ela Constituição brasileira protege o direito à informação. Em maio uma nova decisão da Justiça ordenou que o Google fornecesse os dados e ainda fixou uma multa de R$ 5 mil por dia que a empresa demorasse a cumprir a decisão, mas mesmo assim a empresa se negou a dar os nomes.

Logo, a partir de agora a empresa Google Brasil tem R$ 225 mil bloqueados em suas contas bancárias e ainda continua com a multa diária de R$ 5 mil caso não cumpra a decisão.

p1