Publicado em: quarta-feira, 28/03/2012

Gol tem lucro líquido de R$ 54,3 milhões no quarto trimestre

A Gol anunciou ontem os resultados dos rendimentos do quarto trimestre e de todo o ano passado. No último trimestre o lucro foi de R$ 54,3 milhões, sendo que esse valor está 58,9% mais baixo do que aquele observado no mesmo período de 2012. Segundo a empresa essa queda nos lucros é resultado da variação cambial e do aumento de gastos. Os dados anuais mostraram prejuízo líquido de R$710,4 milhões. Em 2010 a empresa havia apresentado lucro de líquido de R$214,2 milhões.

Entre os problemas calculados pela Gol está a desvalorização da moeda americana frente ao real no final de 2011, o aumento de 23,2% no preço do querosene e mas algumas despesas pontuais como pagamento de multas, gastos com a união da Varig e Webjet, além de rescisões de contrato e de devolução dos aviões B767. Dessa forma os dados divulgados apontaram para um prejuízo operacional calculado em R$ 33,9 milhões ante um lucro de R$ 261,9 no mesmo período de 2010. Já com relação à receita líquida, no quarto trimestre de 2011 foram totalizados R$ 2,2 bilhões, o que significa um aumento de 19,5% ante o mesmo período do ano anterior. O caixa do período medido pelo Ebitda ficou em R$ 238,9 milhões. Esse valor é menor do que o de 2010 que fechou o trimestre em R$ 475 milhões.

Gol aumenta destinos e número de aeronaves

O crescimento na quantidade de cidades atendidas na área doméstica pela Gol teve um crescimento de 9%. Isso se deve ao aumento da produtividade de 13,3 horas-bloco diárias no quarto trimestre em relação às 13,0 horas-bloco no mesmo período de 2010. Foram criados neste período vôos partindo de Guarulhos, Brasília, Santos Dumont e Confins, sendo que no mesmo período foi aumentada a freqüência de vôos para os destinos já existentes. Já no caso dos vôos internacionais houve queda de 18,8% em função da descontinuidade de alguns vôos como para a Colômbia e também da devolução de três aviões B767.