Publicado em: domingo, 29/07/2012

GM pode demitir 1,5 funcionários em São José dos Campos

O clima está tenso em São José dos Campos, cidade localizada no estado de São Paulo. Isso porque uma das montadoras que estão instaladas na cidade, a General Motos, deixará de fabricar alguns modelos no local e isso poderá causar a demissão de 1.500 funcionários.

O complexo da GM em São José dos Campos foi inaugurado oficialmente no ano de 1959 pelo residente da época, Juscelino Kubitschek e atualmente dá trabalho para 7,2 mil pessoas em suasoito fábricas.

A fábrica que deverá ser fechada é a MVA, que é responsável pela produção de modelos como o Zafira, Meriva, o Classic e o Corsa. Atualmente só o sedã Classic continua sendo feito no local, mas o modelo também é fabricado em outras unidades de produção da marca, como em São Caetano do Sul, também no estado de São Paulo, e na Argentina. O modelo Classic é o segundo mais vendido da montadora, ficando atrás no número de vendas apenas do Celta.

De acordo com as informações fornecidas pela montadora, a fábrica de São José dos Campos produz 25% dos Classic. O modelo foi levado para a unidade de fabricação da cidade justamente para melhorar o desempenho da fábrica, que tinha uma linha de produção de automóveis que já estavam perdendo vendas por se tratarem de modelos antigos.

Os modelos Meriva e Safira, por exemplo, não serão mais produzidos e foram substituídos pelo Spin, que agora está sendo produzido em São Caetano do Sul. Já o Corsa deixou de ser produzido e em seu lugar entrará a família de veículos Ônix, que começará a ser fabricada no ano que vem na unidade de Gravataí, no Rio Grande do Sul.

Só o Classic não seria suficiente para que a linha de produção continuasse aberta. A fábrica que ameaça ser fechada foi responsável pela produção do Chevette, que vendeu 1,6 milhão de automóveis, e também do Kadett.