Publicado em: quinta-feira, 01/03/2012

GM e Peugeot confirmam aliança

As montadoras General Motors e Peugeot Citroën confirmaram, nesta quarta-feira (29), a criação de uma aliança entre as duas empresas. O objetivo da parceria é aumentar a rentabilidade e impulsionar as vendas das duas companhias na Europa.

De acordo com um comunicado emitido pelas duas montadoras, a união foi firmada tendo como base duas atividades principais: o compartilhamento de plataformas de veículos, componentes e módulos e, também, a criação de uma joint venture de compras para materiais e serviços.

O volume estimado com compras deve ser de aproximadamente 125 bilhões de dólares ao ano. As empresas também esperam sinergias de 2 bilhões de dólares por ano, durante cinco anos.

Para a Peugeot, a parceria proporcionará aumento de 1 bilhão de euros no seu capital. Também está entre as questões acordadas entre as duas montadoras, a aquisição de uma participação de 7% da empresa francesa pela GM.

Com isso, a GM será o segundo maior acionista da Peugeot. Na perspectiva de Dan Akerson, CEO da GM, está é uma oportunidade incrível para as duas companhias, pois terão maior rentabilidade na Europa de forma sustentável e duradoura.

Para o Presidente Mundial da PSA Peugeot Citroën, Philippe Varin, está parceria é marcante na história de cada grupo e pode oferecer para as duas empresas grandes possibilidades de crescimento na Europa e em todo o mundo. Varin avalia como positiva a compra de 7% das ações pela GM, pois com o apoio do principal acionista da empresa e com a chegada de um novo e grande acionista no capital da Peugeot Citroën haverá grandes benefícios pela frente. O presidente afirmou ainda que toda a empresa já está se mobilizando para potencializar os resultados desta união.

A efetivação do acordo entre as montadoras ainda necessita de aprovação de alguns órgãos de defesa da concorrência. Embora haja a parceria, as companhias pretendem comercializar seus veículos de maneira independente como fazem atualmente.