Publicado em: domingo, 13/04/2014

GM anuncia recall de automóveis e gasto de mais de um bilhão de dólares

GM anuncia recall de automóveis e gasto de mais de um bilhão de dólaresNa última quinta-feira, dia 10 de abril, a General Motors (GM) informou que terá um gasto de um bilhão e 3 milhões de reais com os recalls de veículos anunciados para este ano. A empresa totaliza cerca de 6 milhões de chamados por defeito só este ano, ao redor do mundo. Um possível problema na ingnição de 2 milhões e 600 mil veículos vendidos na América do Norte pode ser o responsável pela morte de 13 pessoas em acidentes.

O defeito nos carros faz com que eles possam desligar inesperadamente, e está sob investigação criminal e civil. Além do grande custo para reparar os danos causados ao consumidor, a General Motors também anunciou que pediu i afastamento de dois engenheiros da companhia.

Se acordo com a agência de notícias Reuters, os engenheiros são Ray DeGiorgio e Gary Altman. Eles ficarão sob licença remunerada durante o inquérito interno promovido pela montadora. A GM está sob investigação criminal e civil e precisará passar por audiências no Congresso dos Estados Unidos. O maior questionamento é o porquê de a empresa ter demorado tanto para reconhecer o problema, já que ele veio à tona pela primeira vez no ano de 2011, e deveria ter sido corrigido nesta época.

De acordo com a fabricante, os interruptores de ignição serão trocados, e também irá ocorrer a substituição dos cilindros de bloqueio da ignição – o que evita que a chave possa ser retirada da ignição com o carro ligado.
Anteriormente, a empresa anunciou que o custo do recall seria em torno de US$ 750 milhões, mas devido a outros recalls foi obrigada a refazer suas contas. Em sua maioria, os gastos serão com reparos dos veículos e custos com transporte.

O problema do carro que desliga repentinamente

Se o carro estiver com o problema, qualquer tipo de movimentação leve na chave, quando o carro estivesse em movimento, poderia levar ao desligamento do automóvel e, consequentemente, ao não acionamento dos airbags, em casos de acidente. O perigo é iminente, o o problema poderia ocorrer em várias situações: ou porque o chaveiro está com excesso de peso, ou porque o carro vai para fora da estrada ou tem algum movimento brusco. Aí a chave poderia sair da posição “ligada” e ocasionar o problema.

O recall da GM chamou os carros produzidos entre 2003 e 2007, mas nenhum deles é vendido no Brasil. No começo do mês de fevereiro, o recall envolvia cerca de 700 mil Chevrolet Cobalt (apesar do nome, não é o mesmo modelo vendido no mercado brasileiro), Pontiac Pursuit, e G5. O início da ação começará a ocorrer no Canadá.

Em meados do mês de fevereiro, mais modelos foram incluídos no recall: Saturn Ions de 2003 a 2007, Chevrolet HHRs de 2006 a 2007 e Pontiac Solstice e Saturn Sky, ambos de 2006 a 2007. Todos estes modelos eram comercializados nos Estados Unidos. No total, um milhão e 300 mil veículos GM foram chamados para correção de defeito naquele país.