Publicado em: terça-feira, 05/06/2012

Gestores educacionais têm acesso a resultado da Provinha Brasil

Foi divulgado ainda ontem, segunda-feira (04), pelo Inep, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o resultado preliminar da avaliação conhecida como Provinha Brasil, o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica – SAEB/Prova Brasil 2011. Agora, através de um login e senha no sistema do Educacenso, os gestores educacionais podem acessar os dados deste resultado.

Até o dia 13 de junho, tanto os secretários municipais e estaduais, como os diretores das escolas, podem solicitar ao Inep que eventuais correções nas médias sejam realizadas, com a interposição de recursos. Depois disso, os resultados ficaram disponíveis para toda a sociedade. A Prova Brasil, que avalia alunos de 5º e 9º anos, permite observar o desempenho ainda especificamente de cada escola pública na área urbana brasileira.

Critérios para recurso

Os gestores que decidirem interpor recurso ao Inep precisam ficar atentos a forma de proceder. O recurso deve ocorrer através de um ofício assinado pelo diretor responsável pela escola ou o secretário, em âmbito estadual ou municipal, de educação, com a descrição das justificativas que dêem fundamento à correção que está sendo solicitada. É preciso que os ofícios sejam digitalizados, anexados e enviados através de um formulário eletrônico. Caso não seja procedido dessa forma, os recursos serão rejeitados.

As duas avaliações funcionam como uma forma de avaliar o desenvolvimento do sistema de educação brasileiro, tanto ensino fundamental como básico. São aplicados testes padronizados e questionários que identificam a situação sócio-econômica. Os diretores e professores das escolas avaliadas precisam também responder a um questionário, que coleta informações sobre as condições de trabalho, sobre o profissional e outros dados demográficos.

Com as informações coletadas com o Saeb e a Prova Brasil, o MEC e as secretaria conseguem estabelecer metas e ações para que o sistema de educação atue com mais qualidade. As médias alcançadas pelos alunos e pelas escolas são usadas ainda para calcular o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).