Publicado em: sexta-feira, 25/05/2012

GE investe US$ 300 milhões nas empresas de Eike Batista

A GE anunciou ontem que fará um investimento de US$ 300 milhões no Grupo EBX, o qual pertence ao empresário Eike Batista. Esse investimento terá o papel de auxiliar no desenvolvimento de projetos e também no reforço da estrutura de capital. O grupo reúne empresas dos setores de petróleo, mineração, logística, entre outras. Conforme o acordo feito entre os dois grupos, a GE terá uma participação acionária de 0,8% na Centennial Asset Brazilian Equity e também em outras empresas do Grupo EBX. Essas informações foram enviadas para a empresa por comunicado.

GE já mantinha relações com o Grupo EBX de Eike Batista

A Centennial é a companhia de investimento do bilionário Eike Batista. O grupo inclui a petrolífera OGX, OSX (estaleiro), a LLX (logística), a MMX (mineração) e também a MPX Energia. São empresas de diversos ramos agrupadas pelo empresário. Nesse contexto a GE já vinha mantendo contato com essas empresas, segundo a nota enviada à imprensa. Ela era responsável por fornecer equipamentos e serviços para a EBX, tais como turbinas e equipamento de energia. A GE também fornecia material para os segmentos de petróleo e construção de navios. Segundo a nota, o investimento da GE no grupo está de acordo com os objetivos comuns das duas empresas que já tinham uma relação estreita e consolidada devido a prestação de serviço.

Com essa parceria estratégica entre as duas organizações, a GE passa a ter um investimento minoritário na Centennial, o que não propicia mudança no controle da empresa e nem na gestão das atividades caracterizadas como de capital aberto, pertencentes ao empresário. Essa não é a primeira parceria que Eike Batista faz com outras empresas. Ainda este ano, a Mubadala Development Company , de Abu Dhabi, já fez um investimento de US$ 2 bilhões no grupo EBX, ganhando 5,63% do capital da Centennial. Esse foi considerado o maior investimento único da América Latina. Além desses dois novos parceiros, Eike já tem parcerias com a Hyundai e com a alemã E.ON.