Publicado em: quinta-feira, 12/07/2012

Ganso – Santos não aceita oferta do DIS e Internacional

O Comitê de Gestão do Santos se reuniu na última quarta-feira (11) para a analisar a proposta do grupo de investidores DIS para adquirir o restante dos direitos do meia Paulo Henrique Ganso. A oferta feita pelos empresários teria sido feita em conjunto com o Internacional.

Presidente do DIS, Delcyr Sonda é torcedor do Inter e tem bom trânsito no clube gaúcho. Sua intenção é ter 100% dos direitos de Ganso e ‘emprestar’ ao clube gaúcho. Recentemente o grupo investidor fez a mesma operação com o lateral-esquerdo Kléber, cujo custo para o Internacional foi apenas bancar os salários do atleta durante quase três temporadas.

No entanto, a primeira oferta feita pelos investidores e Internacional acabou sendo rejeitada pelos dirigentes santistas. Nenhuma das partes dá maiores detalhes sobre a negociação, tampouco revela os valores contidos nesta primeira proposta. A multa rescisória do contrato de Ganso com o Santos é de R$ 53 milhões, e desta maneira o DIS teria que pagar uma quantia de R$ 23, 8 milhões para ficar com os 45% dos direitos do meia.

A cúpula santista, no entanto, teria reconhecido a dificuldade do grupo investidor em pagar o valor proporcional da multa estipulada em contrato, e estaria elaborando uma contraproposta, cuja quantia estipulada seria um pouco abaixo dos R$ 23 milhões. Diferentemente do que ocorreu anteriormente, o Santos estaria disposto a negociar a saída do meia sem necessariamente ser ressarcido com o valor integral da multa rescisória.

Atualmente no Rio de Janeiro, onde está com a seleção brasileira se preparando para os Jogos Olímpicos de Londres, Paulo Henrique Ganso estaria insatisfeito no Santos, onde entende que o clube não o valorizaria, oferecendo um plano de carreira apenas para o atacante Neymar.