Publicado em: sábado, 04/01/2014

Gamer aponta as implicações de conduzir bêbado em Gran Turismo

Gamer aponta as implicações de conduzir bêbado em Gran TurismoÁlcool e direção não se convencionam, e várias empreitadas difundidas em inúmeros meios dão a advertência. Contudo, a Responsible Young Drivers, órgão belga que auxiliam jovens a ter responsabilidade nas rodovias, renovou ao alistar o álcool com comando virtual em um vídeo atual divulgado no YouTube.

A organização atraiu o jogador Amo_Racing87, tricampeão belga de Gran Turismo e terceiro no ranking global de 2012, para despontar o contraste entre dirigir em condições normais e bêbado. A distinção é bem aparente: distante das implicações do álcool, o piloto virtual concluiu uma partida em primeiro, no tempo um pouco acima de um minuto. Agora embebedado, a consequência foi catastrófica.

Com 0,920g de álcool por litro de sangue, o condutor mal alcançou percorrer em linha reta com o automóvel. A magnitude é aceitável para ocasionar falta de organização muscular, e está bem superior do máximo admitido por lei no Brasil, que é de 0,05mg/L constatados no bafômetro.

No videogame, entretanto, ele pôde recomeçar a corrida incontáveis vezes depois dos acidentes, o que não dá para acontecer na vida. Por isso, fica a dica, se for dirigir, não beba.