Publicado em: quinta-feira, 15/03/2012

Futuros escritores de sucesso podem ser descobertos na internet

Para diversos escritores espalhados pelo mundo, a maior vantagem, atualmente, não está em enviar seus manuscritos para várias editoras e esperar que elas tenham um tempo para lerem os textos e, enfim, darem uma resposta (nem sempre satisfatória). Com a internet, muitos romancistas descobriram que é possível divulgarem seus trabalhos e receberem reações quase instantâneas sobre o que é publicado.

Redes on-line de literatura como a Book Country, da editora Penguin, e a Movella, que atrai um público mais jovem, são exemplos que recebem diversos escritores novos e alteram os textos imediatamente, oferecendo para a leitura do público, sem se importar com que as editoras poderão pensar a respeito das publicações. De acordo com a matéria da Reuters, a internet permite que qualquer pessoa possa publicar suas obras, e isso pode ser uma ótima forma de descobrir novos talentos.

Editoras tentam evitar o que aconteceu com a indústria da música

De acordo com o presidente executivo da dinamarquesa Movellas, Per Larsen, à Reuters, “as editoras não querem que aconteça com elas a mesma coisa que aconteceu com a indústria da música”, sendo que, hoje em dias, diversas bandas preferem divulgar seus trabalhos através da internet e lucrarem com os shows do que se submeterem ao comando de uma gravadora.

A Movellas afirma que seu principal objetivo é colocar os adolescentes no mundo da literatura através da web. Larsen afirma que a empresa pretende ser uma “comunidade líder na identificação de novos talentos”. A britânica Ebonie Maher, de 19 anos, escreve poemas para o Movellas. Ela afirma que deseja ser escritora e que este meio de divulgação permite que ela receba críticas construtivas que auxiliam no desenvolvimento de seu trabalho.