Publicado em: quarta-feira, 22/02/2012

Fundador do Megaupload é solto na Nova Zelândia

Fundador do Megaupload é solto na Nova ZelândiaNesta terça-feira, dia 22 de fevereiro, o fundador do site de download Megaupload, Kim Dotcom, foi solto na Nova Zelândia. De acordo com a agência Reuters, Dotcom pagou uma fiança para ser libertado, porém o valor não foi divulgado.

Por outro lado, a Associated Press afirma que o fundador do site foi solto sem pagar nada por isso. O Ministério da Justiça do país não quis dar detalhes sobre as condições que levaram a soltura de Dotcom, afirmando que apenas o juiz do caso tem acesso a estas informações sigilosas.

O juiz Nevin Dawson deu a liberdade condicional ao fundador do Megaupload acreditando que ele não traz risco de fuga. Dotcom teve seus bens apreendidos e afirma estar feliz em poder voltar para sua família, rever seus três filhos e sua esposa grávida. Este também foi um dos motivos de sua libertação, pois o juiz acredita que, por sua família morar no local, ele não tem motivos para deixar a cidade.

Restrições a Dotcom

De acordo com o site TVNZ, o fundador do site de download terá algumas restrições e obrigações no período em que estiver em condicional. Entre elas está apenas residir em sua mansão em Coatesville, não usar transporte marítimo ou aéreo particular e não ter acesso à internet. Dotcom também deverá usar uma pulseira eletrônica, que irá monitorá-lo para que ele não se desloque a mais de 80 quilômetros de sua casa.

Dotcom foi preso no dia 20 de janeiro em meio a acusações de pirataria e lavagem de dinheiro. Em sua detenção, foram apreendidos milhões de dólares em propriedades e investimentos, inclusive obras e arte e luxuosos carros. De acordo com a acusação, o fundador do site de downloads liderava um grupo que copiava e distribuía filmes, músicas e diversos outros conteúdos sem autorização e que estavam protegidos pelos direitos autorais. O grupo teria lucrado US$ 175 milhões desde o ano de 2005 com esta atividade.