Publicado em: sexta-feira, 13/09/2013

Funcionários dos Correios entram em greve em pelo menos oito estados do país

Funcionários dos Correios entram em greve em pelo menos oito estados do paísApós assembléias realizadas nesta quarta-feira, a greve por parte dos funcionários dos Correios foi aprovada e teve início no dia de hoje, segundo o Sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras dos Correios e Similares, greve deve atingir os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Tocantins, Rio Grande do Sul, Rondônia, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte, a paralisação é por tempo indeterminado e não há data prevista para que os serviços sejam retomados.

Segundo informações passadas pelos Correios, medidas de prevenção serão tomadas para que a população não seja prejudicada com a paralisação nos serviços dos funcionários, de acordo com a empresa os serviços que são prestados para as pessoas não serão interrompidos, para isso eles montarão esquemas de trabalhos com horas extras e também organizarão mutirões para que entregas sejam realizadas nos finais de semana, além disso, alguns funcionários que permanecem com os trabalhos podem ser transferidos para outras localidades e se mesmo com todas essas ações a demanda de serviços for ainda maior, a empresa estuda possíveis contratações temporárias.

Segundo o diretor do sindicato, Edilson Pereira, os outros estados do país devem realizar assembléias em suas localidades para que a paralisação seja realizada de maneira unificada em todas as localidades, de acordo com Edilson as reivindicações principais ainda não foram discutidas entre os funcionários que decidiram parar e o sindicato, uma nova reunião deve acontecer para que estas e demais questões sejam definidas e discutidas, a ultima reunião entre funcionários e sindicato ocorreu nesta terça-feira.

O que os funcionários pedem é par que os salários sejam realizados em 10%, também desejam que haja reposição da inflação, um aumento real que chegue a 6%, eles solicitam também para que o vale refeição seja aumentado para R$ 35 reais, para que o valor da cesta básica aumente para R$ 342 reais, além de auxílio creche no valor de R$ 500 reais e auxílio para que possam cuidar de dependentes que tenham necessidades especiais no valor de R$ 850 reais.

Os correios informaram por meio de nota que o reajuste oferecido para os funcionários foi de 5.27%, esse aumento seria aplicado aos salários e benefícios, de acordo com a assessoria da empresa os valores que os funcionários exigem fariam com que a receita prevista para esse ano dobrasse e atingisse o valor de R$ 31.4 bilhões de reais, o que equivale a 50 folhas de pagamentos realizados mensalmente.

Uma passeata vai ocorrer as 14h de hoje na Avenida Paulista com concentração no vão livre do Masp em prol da greve com destino a agência central dos correios na capital paulista que fica localizada na praça Ramos de Azevedo, região central de São Paulo.

Os correios irão divulgar os resultados de um balanço que trás o número de agências que estão tendo seus serviços prejudicados pela paralisação.