Publicado em: quarta-feira, 30/11/2011

Funcionários dos Correios desviavam cartões de crédito para estelionatários

Nesta terça-feira, dia 29 de novembro, dois funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) foram detidos pela Polícia Federal. Eles são acuados de desviar cartões de crédito remetidos pelos bancos aos seus clientes e entregar para uma quadrilha. Os cartões eram utilizados no comércio de Fortaleza.

O prejuízo, apenas na Caixa Econômica Federal, entre os meses de março de 2010 e setembro deste ano, foi de R$ 1,4 milhão. O superintendente da Polícia Federal no Ceará, Sandro Caron de Morais, afirmou que o prejuízo total pode chegar a mais de R$ 10 milhões. O superintendente diz ainda que a maioria dos funcionários envolvidos é carteiro.

A operação chamada Olho de Boi cumpriu 23 mandados de busca e apreensão, sete de prisão preventiva e nove de condução coercitiva (neste caso o acusado é obrigado a se esclarecer, mas é liberado). A Polícia Federal não divulgou o nome dos envolvidos no esquema. As investigações começaram em abril de 2011 e foi descoberto que a quadrilha atuava por etapas.

Primeiramente era feito o desvio dos cartões de crédito pelos funcionários dos Correios. Os servidores recebiam dos estelionatários de R$ 100,00 a R$ 150,00 por cartão. Em seguida, os criminosos buscavam informações sobre os titulares dos cartões, conseguindo CPF, RG e outros dados para que o desbloqueio fosse feito por telefone. Depois de feito o desbloqueio, eles falsificavam documentos de identidade para fazerem compras em Fortaleza.