Publicado em: terça-feira, 17/06/2014

Funcionalidade de celulares 4G ficará limitada com a entrada de nova frequência

Funcionalidade de celulares 4G ficará limitada com a entrada de nova frequência prevista para entrar em atividade até 2016Aparelhos de celular que tem disponibilidade para utilizar 4G, que já estão sendo comercializados desde o ano de 2013 ficarão com sua funcionalidade comprometida já que está previsto para que a nova frequência de 700MHz esteja operando até o ano de 2016, os aparelhos já vendidos não tem compatibilidade com esse novo sinal.

Os aparelhos existentes no mercado tem operação feita na frequência de 2.5GHz, que as operadoras adquiriram em um leilão que foi realizado no ano de 2012, as antenas de transmissão tiveram suas instalações feitas em diversas cidades de grande porte, com isso os aparelhos atuais não irão funcionar caso na cidade só haja o sinal da nova frequência de 700MHz.

Para os executivos do setor, estes aspectos não significam um risco já que em sua grande maioria, as pessoas que utilizam celular optam por realizar a substituição de seus aparelhos, me média, a cada dois anos, porém para os órgãos de defesa do consumidor estas mudanças preocupam pelo fato de os aparelhos de celular estarem sendo comercializados com preços que passam de 2 mil reais.

Segundo Maria Inês Dulce, que é coordenadora do órgão de Defesa do Consumidor Proteste, um ofício foi mandado para a Agência Nacional de Telecomunicações para saber mais a respeito dos detalhes da implantação, que está ocorrendo no Brasil, do sinal 4G, de acordo com a coordenadora o usuário não tem a informação de que é preciso substituir seu aparelho no caso de uma mudança realizada na tecnologia.

O leilão da nova frequência deve acontecer no mês de agosto desse ano e a implantação deve ser feita até 2016, de acordo com informações de Wilson Cardoso, diretor de tecnologia da empresa Nokia, o custo para instalar antenas da nova frequência é menor do que da frequência utilizada atualmente, além disso Wilson declarou que ainda neste ano deve ocorrer o lançamento de 20 a 40 celulares de modelos diferentes para operar na frequência 700MHz.

Wilson declarou ainda que pelo fato de os custos serem menores e também o alcance da nova frequência ser maior, em relação a de 2.5GHz, utilizada atualmente, deve fazer com que as operadoras transfiram seus investimentos na rede 4G para a nova frequência.