Publicado em: quarta-feira, 10/08/2011

Fumar após acordar aumenta risco de câncer

O fumante que acende um cigarro logo após acordar, pela manha, sofre um risco maior de desenvolver tumores de pulmão, de cabeça e pescoço. A descoberta foi publicada no Câncer, um periódico da Sociedade Americana de Câncer, que auxilia na identificação de fumantes que têm um risco mais alto de desenvolver a doença e que ainda poderiam se beneficiar com programas destinos a redução dos riscos.

O pesquisador Joshua Muscat, do Colégio de Medicina Penn State, em Hershey, buscou as respostas de porque somente alguns fumantes chegam a desenvolver a doença. A equipe de cientistas investigou se o horário do primeiro cigarro diária afetaria os riscos de canceres, independente da sua frequência e da duração.

Para a analise de câncer de pulmão, foram incluídos 4.775 casos da doença e 2.835 pacientes controle, todos fumante regulares. Foram comparados indivíduos que fumavam seu primeiro cigarro após 60 minutos depois de acordarem. As pessoas quem fumavam de 31 a 60 minutos são 1,31 vezes mais propícias a desenvolverem a doença. Já aqueles que fumando nos primeiros 30 minutos após acordar, são 1,79 vezes mais propícios a desenvolver câncer de pulmão.

Na analise de câncer de cabeça e pescoço, foram analisados 1.055 casos e 795 pacientes controle. Na compactação, os que fumam de 31 a 60 minutos apos acordar são 1,42 vezes mais propícios a desenvolver a doença. Os que fumam nos primeiros 30 minutos, são 1,59 vezes mais propícios a este tipo de câncer.

Para o grupo, a descoberta indica que a necessidade de acender um cigarro após acordar aumenta a probabilidade do paciente desenvolver a doença. Esses fumantes têm níveis mais altos de nicotina, e possivelmente de outras toxinas do tabaco, no corpo. Eles podem ser mais viciados do que aqueles fumantes que começam a fumar mais tarde”, explica Muscat.