Publicado em: sexta-feira, 16/12/2011

Fukushima atinge estado de desligamento frio

Nesta sexta-feira, dia 16 de dezembro, autoridades japonesas declararam que a usina nuclear de Fukushima Daiichi alcançou estado de desligamento frio. A usina foi comprometida em março após um tsunami e terremoto. Este estado é muito importante para decisão da crise nuclear mundial, que é considerada a pior em 25 anos.

A usina nuclear de Fukushima, que fica a 240 quilômetros de Tóqui, foi danificada por um intenso terremoto e um enorme tsunami em 11 de março. Esta catástrofe natural desativou os sistemas de resfriamento da usina, o que casou o derretimento de barras de combustível e o vazamento radioativo. Isso fez com que a população local fosse retirada em massa da região.

Ao fazer o anúncio sobre o desligamento frio, o primeiro-ministro Yoshihiko Noda desejava encerrar as discussões sobre a crise da usina. Porém, especialistas no assunto afirmam que a limpeza da área pode demorar até 40 anos para ser totalmente finalizada. A autoridade japonesa fez o anúncio em uma reunião sobre emergência nuclear.

Noda afirmou que a estabilidade foi atingida e que o acidente foi terminado, dizendo que os níveis de radiação emitidos pela usina de Fukushima poderiam ser conservados baixos, mesmo que acontecesse algum incidente não previsto. O desligamento frio acontece quando a água utilizada para resfriar as barras de combustível se mantém abaixo do ponto de ebulição.