Publicado em: quarta-feira, 12/03/2014

Fórmula 1: Horner crê em ano mais complicado para Red Bull em 2014

Fórmula 1Chefe da equipe Red Bull, o britânico Christian Horner admitiu nesta terça-feira (11), que a equipe não está nas mesmas condições do início das temporadas anteriores da Fórmula 1. Com problemas mecânicos, a equipe austríaca não fez uma grande pré-temporada, nos circuitos de Sakhir, no Bahrein, e de Jerez de la Frontera, na Espanha.

Atual tetracampeã mundial de Fórmula 1 do Mundial de Construtores e do Mundial de Pilotos, com os títulos consecutivos do alemão Sebastian Vettel, entre 2010 e 2013, a Red Bull não é a principal favorita para o título, segundo Horner. Para ele, uma outra escuderia pode ter o domínio da temporada 2014: a Mercedes, que conta com o inglês Lewis Hamilton e o alemão Nico Rosberg.

Para Horner, baseado nos resultados de pré-temporada, não seria uma surpresa a Mercedes terminar o Grande Prêmio da Austrália, a ser realizado no próximo domingo (16), com uma vitória com duas voltas á frente das equipes concorrentes. Porém, apesar dos resultados ruins nos testes, o dirigente acredita que a Red Bull possui um carro competitivo para a temporada.

O dirigente da Red Bull admitiu ter preferência em fazer um carro rápido e torná-lo confiável, ao invés do inverso, que em sua opinião, é o caminho mais difícil. Para ele, para chegar ao limite, é preciso ‘ultrapassar o limite’.

Red Bull terá estreia de piloto local no Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1

Além do atual campeão do mundo, Sebastian Vettel, a Red Bull contará com o australiano Daniel Ricciardo como piloto principal da escuderia, em substituição ao compatriota Mark Webber, que decidiu encerrar sua carreira na Fórmula 1, para correr no WEC (World Endurance Championship). Ex-piloto da Toro Rosso, o jovem de 24 anos de idade estreará pela nova equipe em casa, no GP da Austrália, neste fim de semana.