Publicado em: quinta-feira, 08/09/2011

Forças pró-Kadafi atacam rebeldes com foguetes e artilharia na cidade de Bani Walid

Forças leais ao ex-ditador líbio, Muamar Kadafi, atacaram nesta quinta-feira (08) rebeldes favoráveis ao Conselho Nacional de Transição (CNT), órgão criado para organizar uma nova gestão do governo, nas imediações da cidade de Bani Walid. A região é uma das últimas áreas que continuam sob controle dos pró-Kadafi. Foram usados foguetes e artilharia para combater a proximação dos rebeldes a Bani Walid. De acordo com fontes locais, ao menos 10 explosões puderam ser escutadas.

O porta-voz do Conselho Nacional de Transição, Abdullah Kinshil, informou que os estoques de Bani Walid estão se esgotando, sendo que comida, remédios e gás de cozinha estão inclusos nos produtos entrando em falta. O CNT concedeu o prazo até o próximo sábado para que os pró-Kadafi se rendam sem que haja necessidade de ataques por parte dos rebeldes. De acordo com Kinshil, ainda há tempo para que isso aconteça. Enquanto isso, as forças do CNT continuam com o cerco em volta da cidade e esperam pelas próximas ordens.

Além de Bani Walid, outras cidades que ainda precisam ser controladas pelo CNT são Jufra, Sabha e Sirte, sendo a última a cidade natal de Kadafi. O novo presidente do Banco Central líbio, Qassim Azzuz, informou que o ex-ditador vendeu cerca de 20% do ouro que estava nas reservas do país.

Suspeita-se que um comboio com destino a Niger tenha levado parte do patrimônio da Líbia, além de combatentes aliados a Kadafi. Caso seja confirmado, o CNT vai pedir ao país a devolução do dinheiro que diz respeito ao país líbio.