Publicado em: sexta-feira, 26/08/2011

Forças aliadas a Kadafi bombardeiam aeroporto em Trípoli

O aeroporto da capital da Líbia, a cidade de Trípoli, foi bombardeado nesta sexta-feira (26) por forças aliadas ao ditador Muamar Kadafi, perseguido após invasão ao seu quartel-general. Um avião foi danificado e a emissora de televisão local, Al Arabiya, transmitiu a informação. Na quinta-feira (25) o ditador divulgou um áudio para recrutar aqueles que permanecem fiéis ao seu regime para que lutem contra os rebeldes. Depois de terem conquistado Trípoli, os insurgentes seguem a Sirte, cidade natal de Kadafi e onde o regime ainda tem controle.

De acordo com fontes locais, a região próxima ao aeroporto foi marcada pela troca de tiros entre militantes rebeldes e as forças de segurança de Kadafi. O distrito de Abu Salim, onde ainda havia resistência favorável ao regime, foi controlado também na quinta-feira pelos rebeldes. Este era um dos maiores focos das forças aliadas a Kadafi.

Os líderes rebeldes declararam várias vezes que é imprescindível que Kadafi e seus filhos sejam capturados, vivos ou mortos, para que seja dado o fim definitivo ao regime imposto por eles. Caso isso não seja feito, existe a possibilidade de forças leais ao ditador continuarem com os ataques contra os rebeldes. Ainda assim, o Conselho Nacional de Transição (CNT) já está organizando o governo de transição.

O CNT divulgou que o aliado a Kadafi que entregar o ditador vivo ou morto receberá anistia pela contribuição. Outra opção oferecida é ao próprio Kadafi, sendo que se ele renunciar ao poder estará livre para deixar a Líbia. Enquanto isso, um empresário lançou a recompensa de U$1,6 milhão para quem entregar Kadafi vivo ou morto.