Publicado em: sexta-feira, 07/10/2011

Foram presos os brasileiros que executavam a mando da máfia japonesa

Foragidos há dez anos, dois homens que matavam a mando da máfia japonesa foram pegos pela Polícia Federal na terça-feira. Cristiano Ito, 35 anos, o Javali, e Marcelo Cristian Gomes Fukuda, 31 anos, são acusados de assassinatos em Tókio a mando da máfia japonesa Yakuza. Javali, que possui uma tatuagem azulada que é marca da máfia, foi encontrado em Mogi das Cruzes, e Marcelo em Campinas.

O assassinato de que eles são acusados acontecem em 4 de junho de 2001. Eles teriam executado com tiros de pistola o comerciante Yashitaka Kawakami, e tentaram matar também a sua mulher, Naomi Kawakami, asfixiada e com espancamentos. Os dois estavam dormindo em sua casa quando os homens invadiram. A violência do crime foi tanta que chocou todo o Japão.

Segundo a polícia japonesa, o mandante do assassinato foi Ikebe Tetsuo, irmão gêmeo do comerciante morto. De acordo com relatório oficial, ele teria contratado a famosa máfia japonesa Yakusa para eliminar o irmão, do qual nutria muito ódio desde quanto eram pequenos.

Os dois criminosos são brasileiros descentes de japoneses. Eles teriam recebido, cada um, 3 milhões de ienes, que equivale a aproximadamente R$ 71 mil. A operação para prender os acusados foi comandada pelo delegado Marcelo Sabadin e um grupo de agentes da Interpol/SP. De acordo com a polícia japonesa, a Yakusa contratou o serviço de “terceiros” para realizar a tarefa.