Publicado em: sábado, 12/11/2011

FMI emite alerta de risco de recessão para países ricos

O Fundo Monetário Internacional (FMI) emitiu um aleta nesta sexta-feira (11) onde afirma que acredita haver um risco elevado dos países ricos entrem em recessão caso as devidas autoridades monetárias não encontrem medidas urgentes ara que as políticas econômicas consigam voltar a impulsionar o crescimento.

A nota oficial da entidade havia sido preparada para ser divulgada na última reunião da cúpula do G20, que aconteceu na semana passada em Cannes, Franças. Entretanto, o FMI optou por informar sobre o risco somente nesta sexta após concluir que os países continuam em “marcha lenta”.

“A paralisia política e a incoerência contribuíram para exacerbar a incerteza, a perda de confiança e aumentou o estresse no mercado financeiro”, informou o avalia o FMI.

Na opinião do fundo, as economias dos países ricos devem criar e implementar de forma urgente todos os planos ficais de médio prazo para que estas nações consigam uma maior credibilidade e apresentem as devidas reformas do setor financeira. Entre as avaliações, o FMI considera importante a valorização urgente do cambio. Além disso, a nota ainda informa sobre uma “incerteza considerável” sobre a sustentabilidade fiscal do Japão, Estados Unidos e países que integram a eurozona.

“Para reduzir essa incerteza essas economias precisam caminhar mais rapidamente para colocar em prática planos críveis de consolidação no médio prazo, que ajudem a preservar o espaço para um suporte fiscal de curto prazo para a recuperação”, afirma.