Publicado em: segunda-feira, 26/09/2011

FMI e Banco Mundial acreditam que superação da crise está a caminho

A reunião anual entre o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional (FMI) encerrou nesta domingo com uma boa perspectiva. A conclusão das duas entidades monetárias que é a crise internacional encontra-se “na metade do caminho” para a superação e que a zona do euro “fará o necessário para garantir a estabilidade financeiras”.

Para a diretoria gerente do FMI, Christine Lagarde, mesmo a crise estando “na metade do caminho” para conseguir ser solucionada, ela ainda está em uma “fase crítica e perigosa”, comentou nesta sábado (24). A declaração dela foi uma das únicas que foram consideradas pessimistas.

Na nota oficial de encerramento da reunião, os membros que compõem o FMI comentaram o compromisso “dos colegas da zona do euro para fazer o necessário para garantir a estabilidade financeira”. Um dos temas mais debatidos no encontro foi a crise europeia e a volatilidade financeira do grupo.

Uma das medidas mais importantes foi a provação do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF), que deve auxiliar a capacidade de reforço da zona do euro. O ministro das Finanças da França e também porta voz do G-20, François Baron, afirmou que o FEEF deve ser um instrumento de estratégia comum ao continente europeu.

“A estratégia está em andamento (…) Antes de pensar em uma alternativa, é preciso implementar as que já estão em andamento (o FEEF). Acreditamos em sua eficácia”, disse Baron.