Publicado em: segunda-feira, 28/11/2011

FMI diz que América Latina não está imune à crise

A diretora-gerente do Fundo Monetário internacional (FMI), Christine Lagarde, disse neste domingo (27), que s economia das América latina não estão imunes ao novo cenário conturbado que se instaura no mundo. Neste semana, ela faz visitar ao Brasil, Médico e Peru devido a transferência da presidência do G-20.

“Como vários outros na região, esses países têm apresentado um desempenho excepcional nos últimos anos como resultado de seus bons fundamentos, políticas sólidas e gestão macroeconômica prudente, e agora colhem os frutos do crescimento sustentado e baixa vulnerabilidade – uma situação invejável”, disse em seu comunicado.

Christine foi incisiva em alertar que nenhum país, especialmente os membros da América latina, estão insetos aos problemas que vêm da crise na zona do euro. “Nenhum país está imune. Neste mundo altamente interconectado, simplesmente não há onde se esconder. Portanto, os países da região devem tomar todas as precauções e providências necessárias”, comentou.

Porém, ela elogiou o trabalho que vem sendo feito para a proteção destas economias e alerta que essas atividades são a melhor forma de evitar o período de “tormentas”. “devem continuar a reconstituir suas defesas econômicas e seguir políticas fiscais prudentes para criar espaço de manobra em caso de deterioração da situação econômica. Mas há que se ter cuidado: a consolidação fiscal não pode ocorrer à custa dos programas sociais nem dos investimentos necessários em educação ou infra-estrutura”, pontuou.