Publicado em: sexta-feira, 27/01/2012

Flamengo tenta abafar crise

O Flamengo desembarcou no Brasil na noite de quinta-feira (26), após ter perdido por 2 a 1 para o Real Potosí, da Bolívia, pela primeira fase da Copa Libertadores da América, e o principal objetivo da delegação foi tentar amenizar qualquer indício de crise.

Ronaldinho Gaúcho e o técnico Vanderlei Luxemburgo, que seriam os protagonistas da crise flamenguista, não deram entrevistas. Entretanto, jogadores como Léo Moura amenizaram a situação e garantiram que não há nenhum mal-estar entre o camisa 10 e o técnico da equipe.

O goleiro Felipe foi outro que garantiu que não há problemas entre o ídolo flamenguista e o técnico, e que tudo não passaria de ‘especulação’. Entretanto, a presidente Patrícia Amorim pretende convocar Luxemburgo para uma reunião, onde deverá ser definido o futuro do técnico.

O Flamengo precisa vencer o jogo de volta com o Real Potosí, na próxima quarta-feira (1º), no Engenhão, para avançar para a fase de grupos da Libertadores. Uma vitória por um gol de diferença é suficiente para classificar a equipe brasileira.